Advogado e irmão de Chefe da MP-BA nega articulação em “Operação Faroeste”

Advogado e irmão de Chefe da MP-BA nega articulação em “Operação Faroeste”

Foto: Nei Pinto / TJ-BA

Redação VN
[email protected]

Após a prisão da Desembargadora Maria do Socorro Santigo, ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) nesta sexta-feira (29), o advogado, Pedro Lousado, irmão da Procuradora-geral de Justiça da Bahia, Ediene Lousado, afirmou em nota de Direito de resposta, que sua presença no local se deu ” com o único e exclusivo objetivo de acompanhar a busca e apreensão“, diz o comunicado. A “Operação Faroeste” foi deflagrada pelo Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal (PF).

Na resposta, ele frisa que: “inexistiu qualquer articulação por parte do advogado com a Desembargadora Maria do Socorro Santiago, pois, importante que seja reforçado, ele não era e nunca foi constituído para patrocinar sua defesa”, descreve a nota.

Confira a resposta completa na íntegra:

DIREITO DE RESPOSTA

O advogado Pedro Lousado, regularmente inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB/BA), em razão de notícias divulgadas em veículos de comunicação nesta data, 29 de novembro de 2019, vem a público informar que, no último dia 19, diante da impossibilidade de comparecimento do advogado Walter Moura, que reside em Brasília, à residência da sua cliente, Desembargadora Maria do Socorro Santiago, e atendendo ao pedido dele, compareceu à residência da magistrada com o único e exclusivo objetivo de acompanhar a busca e apreensão que ali estava sendo realizada pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal em razão da deflagração da “Operação Faroeste”, o que é comum e inerente à atividade da advocacia.

Pontua, ainda, que inexistiu qualquer articulação por parte do advogado com a Desembargadora Maria do Socorro Santiago, pois, importante que seja reforçado, ele não era e nunca foi constituído para patrocinar sua defesa. Por fim, informa que jamais utilizou do expediente de articulação com quem quer que seja, pois desenvolve as suas atividades profissionais pautado na ética e na decência.

O post Advogado e irmão de Chefe da MP-BA nega articulação em “Operação Faroeste” apareceu primeiro em Varela Notícias – Conectado aos Baianos.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *