CORREIO integra Projeto Comprova para combater a desinformação

CORREIO integra Projeto Comprova para combater a desinformação

Nem tudo que aparece – e viraliza – nas redes sociais é verdade. O fenômeno da desinformação pode alcançar qualquer pessoa e está em diversas redes sociais, do Twitter ao Facebook, sobretudo no WhatsApp. As pessoas compartilham conteúdo falso e, muitas vezes, sequer sabem que estão fazendo isso. Este ano, o CORREIO entrou no combate à desinformação e faz parte, junto com outros 22 veículos, do Projeto Comprova. Desde julho e até o próximo dia 15 de dezembro, jornalistas de todo o país trabalham para verificar conteúdos duvidosos que circulam nas redes sobre políticas públicas governamentais. Nós apuramos as informações em conjunto e as publicamos também após um processo de checagem feito por pelo menos outros três veículos da coalizão que forma o Comprova.

Confira abaixo algumas das verificações já feitas pelos jornalistas que atuam no Comprova, este ano:

Para desqualificar presidente da UNE, boato diz que ele estuda Ciências Sociais há 15 anos

É falso vídeo que mostra apreensão de diamante gigante na Amazônia; cristal foi achado na Bahia em 2018

É falso que China tenha doado 60 helicópteros militares ao Brasil

Bolsonaro não ‘bateu recorde’ de despesas com cartão, mas gasto é o maior desde 2014

Dos países com mais de 200 milhões de habitantes, Brasil é único com sistema universal de saúde

Confira aqui todas as verificações feitas este ano

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *