Informalidade bate recorde em Salvador, e atinge 40% do mercado de trabalho

Informalidade bate recorde em Salvador, e atinge 40% do mercado de trabalho

(Foto: Varela Notícias)

Redação VN
[email protected]

O índice de trabalhadores do mercado informal em Salvador bateu seu recorde em 2018, segundo estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa também revelou que a Bahia chegou ao seu maior número desde 2013.

O IBGE afirma que na capital baiana o percentual de informalidade é de 40,3%, o que representa  587 mil trabalhadores, ou seja, 4 entre 10 pessoas trabalham sem carteira assinada. Já na Bahia, cerca de 6 em cada 10 pessoas trabalhavam por conta própria: 56,7% da população ocupada, um total de 3,3 milhões de trabalhadores.

O percentual de informais sempre foi elevado no estado. Após ter se reduzido entre 2012 (60,1%) e 2014 (56,5%), cresceu sem parar desde 2015 e chegou, em 2018, ao seu maior patamar desde 2013, quando havia sido de 57,4%.

Já em Salvador, as desigualdades eram mais visíveis, com a informalidade sendo maior entre as mulheres (43,0% das trabalhadoras eram informais) do que entre os homens (37,7%) e maior entre os trabalhadores que se declaravam pretos ou pardos (40,6%) do que entre os que se declaravam brancos (38,4%).

Em comum, os trabalhadores informais têm o fato de ganhar, em média, cerca de metade do que recebem aqueles em ocupações formais, tanto no país, como no estado e na capital.

O post Informalidade bate recorde em Salvador, e atinge 40% do mercado de trabalho apareceu primeiro em Varela Notícias – Conectado aos Baianos.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *