Itarantim: Ex-pastor Edimar volta a ser preso, agora por estupro, mas diz que é inocente

Itarantim: Ex-pastor Edimar volta a ser preso, agora por estupro, mas diz que é inocente

O ex-pastor evangélico, identificado como Edimar da Silva Brito, de 40 anos, que ficou conhecido nacionalmente depois de ser preso, acusado de assassinar uma pastora e a sobrinha dela, foi preso novamente. Desta vez, ele é acusado de estuprar a própria enteada, uma moça de 21 anos.

O crime?

O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira (16) na própria residência onde morava o acusado, a companheira dele e a vítima. A mulher não estava em casa no momento do ocorrido porque estava viajando.

O que diz a denunciante?

A vítima informou que estava no quarto da casa dormindo com o seu namorado depois de consumir bebida alcoólica. Ela estava muito cansada e após um banho resolveu deitar um pouco. Minutos depois, notou que tinha alguém lhe acariciando, tentando manter relações sexuais. Por alguns instantes, chegou a pensar que fosse o namorado. Depois, percebeu que estava sendo abusada sexualmente pelo próprio padrasto. Seu namorado acordou em seguida e o acusado deixou o quarto e fugiu.

Prisão

A prisão de Edimar foi realizada por agentes da Polícia Civil com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) no Bairro Anedilha Carvalho. Ele foi encontrado pelos policiais na casa da ex-mulher e não reagiu a abordagem.

O que diz o acusado?

Edimar disse que jamais seria capaz de cometer um crime desta natureza. Informou ainda que deixou a residência logo depois que o casal foi deitar.

Flagrante

Depois de colher o depoimento do casal, a Polícia Civil não teve dúvidas do ocorrido e autuou Edimar por estupro de vulnerável. Ele segue preso na delegacia do município, a disposição da Justiça Criminal.

Ex- pastor
Em 19 de janeiro de 2016, Edimar ficou conhecido nacionalmente após ser acusado de mandar matar a pastora Marcilene Oliveira Sampaio e sua sobrinha Ana Cristina Sampaio.

Elas foram assassinadas a pedradas em uma estrada na região de Barra do Choça, próximo de Vitória da Conquista. Os dois homens que executaram o crime também foram presos e confessaram à polícia que Edimar foi o mandante. ( Reportagem/ Blog IRepórter )

(Visited 3 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *