Manicômios – Fatos reais e temíveis registrados nesses locais, no passado

Manicômios – Fatos reais e temíveis registrados nesses locais, no passado

Certamente, você já ouviu falar sobre manicômios e, além disso, também conhece a fama bizarra que eles possuem. Também conhecido como hospício, trata-se de um estabelecimento ou hospital psiquiátrico especializado em tratar pessoas com problemas mentais.

Provavelmente você está ciente das criticas sociais sobre o funcionamento dos manicômios. Eles eram muito populares no século 20, mas acabaram entrando em desuso.

Primeiramente, após a Reforma Psiquiátrica, o termo manicômio foi substituído por “hospital psiquiátrico” ou “centro clínico de psiquiatria”. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) sugere que os países desenvolvidos encerrem os seus hospitais psiquiátricos, desenvolvam residências alternativas e serviços comunitários.

Além disso, se você quiser saber mais sobre os manicômios no Brasil pode ler o livro da Daniela Arbex, Holocausto Brasileiro. Você também pode assistir o documentário inspirado no livro, veja:

Finalmente, o Segredos do Mundo reuniu 11 informações bizarras sobre o local que ficou conhecido como sinônimo de medo. Veja agora mesmo.

Confira 11 coisas bizarras sobre manicômios

1 – Lobotomia

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Projeto Medicina

Primeiramente, a lobotomia foi um tratamento extremamente agressivo encerrado na década de 1980. Basicamente, se trata de uma intervenção cirúrgica no cérebro, na qual são seccionadas as vias que ligam as regiões pré-frontais e o tálamo. Além disso, era usado principalmente em casos graves de esquizofrenia.

2 – Presos na cama

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Projeto Medicina

Acima de tudo, os manicômios não possuíam só pessoas com problemas mentais. Basicamente, todo mundo marginalizado ou considerado um risco era mandado para esses lugares. Um dos métodos de castigos para os habitantes dos manicômios, inclusive, era ficar preso na cama, sem poder andar ou se movimentar.

3 – Jaulas

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
R7

Ademais, a forma como os pacientes eram tratados nesses locais eram completamente desumanos. Muitas vezes, aliás, eles eram presos em jaulas.

4 – Tratamento de choque

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Veja

Talvez o método mais popular nos hospícios seja o tratamento de choque. Atualmente, ela ainda é usada em alguns casos, mas com anestesia geral. Há 25 anos atrás, contudo, o método era muito mais dramático. Além disso, era usado em qualquer um que estivesse “dando trabalho” no hospício, sem nenhum tipo de cuidado.

5 – Superlotação

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Ninja

Certamente, os manicômios estavam sempre lotados. Não eram apenas pessoas com problemas mentais que iam para lá. Moradores de rua, filhos rebeldes de família rica e inimigos do estado, inclusive, também iam para esses locais.

6 – Agressão física

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Projeto Medicina

Ademais, o estado como ficavam os pacientes era realmente desumano. Basicamente, eles estavam desnutridos, abatidos e traumatizados. Muitos deles por causa do tratamento com eletrochoque.

7 – Experiências humanas

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Psicanalistas pela Democracia

Provavelmente você sabe que experiências com seres humanos é completamente errado e antiético. Ainda assim, os manicômios usavam pacientes para fazer experimentos.

8 – Inspeções

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Projeto Medicina

Não existiam inspeções nesses locais, ou seja, as pessoas que estavam ali não podiam contar com cuidados especiais, como deveria ser desde o principio.

9 – Pelados

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Ig

Os pacientes ficavam muitas vezes nus, completamente pelados. Não importava se estava quente ou frio, eles eram expostos as condições e temperaturas ambiente sem nenhum tipo de proteção. Além disso, era comum que eles ficassem expostos as suas próprias fezes sem nenhum cuidado.

10 – Esquecidos pela família

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Projeto Medicina

Após a morte de pacientes, eram comuns casos em que os familiares não queriam enterrar seus parentes. Por isso, muitos eram enterrados no terreno dos próprios manicômios. Ademais, alguns eram enterrados sem nenhuma identificação.

11 – Instrumentos

Manicômios - 11 coisas bizarras sobre o local macabro
Projeto Medicina

Os instrumentos usados em manicômios não tinha nenhuma esterilização. Por isso, eram comuns os casos de morte de pacientes. Isso, claro, sem contar os maus tratos, que também levavam à morte de centenas.

Você gostou dessa matéria? Então você também vai gostar dessa: 9 coisas que fariam você parar no hospício no passado

Fonte: Projeto Medicina

Imagem de destaque: Fright Nerd

Essa matéria Manicômios – Fatos reais e temíveis registrados nesses locais, no passado foi criada pelo site Segredos do Mundo.

(Visited 2 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *