Partido do presidente protagoniza um furdunço daqueles

Partido do presidente protagoniza um furdunço daqueles

Em bom baianês, que furdunço, que fuzuê, que treta foi essa protagonizada pelo PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, durante toda a semana. As expressões, as palavras, as estratégias utilizadas de lado a lado foram de tal forma grosseiras que provocariam assombro e repúdio na esmagadora maioria dos lares e empresas brasileiras. É como se as brigas destrambelhadas dos grupos de WhastApp, ambiente em que a falta do olho no olho incentiva os ataques mais desmedidos, tivessem escapado para as capas de jornais e site de notícias do país.

Como reagir, então, quando um colega de agremiação o qualifica, mais de uma vez, de “vagabundo”? Foi exatamente assim que o líder do PSL na Câmara de Deputados, Delegado Waldir (GO), denominou o presidente Jair Bolsonaro, primeiro em reunião gravada clandestinamente por um outro colega de partido (o que também é de espantar) e depois em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo. “Eu não menti. Ele me traiu. Se precisar, eu repito dez vezes”, justificou Delegado Waldir.

O presidente Jair Bolsonaro foi chamado de ‘vagabundo’ pelo líder do PSL na Câmara
(Foto: Eduardo Valente/Estadão Conteúdo)

E não parou por aí. Na mesma entrevista, o deputado acusou o presidente de negociar com parlamentares para comprar a vaga do filho Eduardo Bolsonaro na liderança do PSL, oferecendo cargos e fundo partidário. Depois de tão pesadas declarações, fica a questão: no improvável caso de permanecer no cargo, que legitimidade terá Delegado Waldir para defender as propostas do Planalto no Legislativo? E, o mais grave, com que cara (voltando ao baianês) ele argumentará em favor das posições de Bolsonaro para os seus colegas de parlamento?

Apesar de físicos afirmarem que não há nenhuma lei fundamental da natureza que impeça um ovo de ser “desquebrado”, como reunir a casca, a gema, a clara e voltar a fazer o que ele era de novo? Está claro aí que o limite ultrapassado nessa briga toda não tem volta, e o PSL jamais será o mesmo.

Os líderes do PSL na Câmara, Delegado Waldir, e no Senado, Major Olimpio (SP), se cumprimentam após reunião
(Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)

O “vagabundo” proferido pelo líder foi apenas mais um dos lances bizarros acompanhados pelos brasileiros nessa semana. Destituída da liderança do governo no Congresso, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) virou alvo de Eduardo Bolsonaro nas redes sociais. Eduardo postou uma montagem de uma nota de três reais com o rosto de Joice. Isso mesmo: para o filho do presidente, a ex-aliada é uma fraude completa.

Em resposta, Joice levantou uma lebre que já motivou até a criação de uma CPI no Congresso, a das Fake News, ao retrucar que “não tem medo da milícia, nem de robôs”. “Olha só mais um ‘presentinho’ da milícia digital para mim. Anota aí: NÃO TENHO MEDO DA MILÍCIA, NEM DE ROBÔS! Meus seguidores são DE VERDADE, orgânicos”. Para completar, lembrou o título de um filme que para muitos soou como ameaça: “E não se esqueçam que eu sei quem vocês são e o que fizeram no verão passado”.

Destituída da liderança do governo no Congresso, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) virou alvo de Eduardo Bolsonaro
(Foto: Arquivo Correio)

Chamado de “moleque” e “menino” que “não consegue nada sozinho” por Joice, Eduardo Bolsonaro chegou a falar como líder do PSL, até que foi constatado nomes repetidos de deputados nas listas apresentadas pelo PSL – um para manter Delegado Waldir no cargo, outra para tirá-lo. Derrotado, Eduardo ainda viu sua indicação para ser embaixador em Washington ficar ainda mais difícil.

Apesar de todos os transtornos causados para o governo e seu filho, foi o próprio Jair Bolsonaro que começou a briga ao pedir, de forma inesperada, a um militante que “esquecesse o PSL” e também dizer que o presidente do partido, Luciano Bivar, estava “queimado pra caramba”.

Voltando às redes sociais, a briga afetou sobretudo Joice, que perdeu 240 mil seguidores no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube desde quinta-feira –queda de 4,7%. Outros quatro deputados da ala de apoio ao presidente da sigla, Luciano Bivar, Delegado Waldir entre eles, perderam quase 11 mil.

Se tudo ficasse restrito ao ambiente virtual seria só um espetáculo de gosto duvidoso, mas a realidade sempre insiste em imperar. Esse furdunço todo – motivado pela destinação dos fundos partidários e eleitoral, que representam um adicional de R$ 268 milhões no caixa do PSL em 2020 – vai afetar a já combalida base no Congresso e ser mais um, entre tantos obstáculos, à governabilidade do país.

Manchas de óleo acentuam atritos com gestores do Nordeste

(Foto: Arquivo CORREIO)

As manchas de óleo que atingiram centenas de praias dos estados do Nordeste, a Bahia entre eles, acentuaram os atritos entre o presidente Jair Bolsonaro e os governadores do Nordeste. Em carta conjunta em apoio ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara), oito gestores estaduais escreveram: “É fundamental que este compromisso, que todos esperamos ver cumprido pelos gestores públicos, não seja debochadamente ignorado por alguém que deveria ser uma de suas maiores referências”.

Praia do Forte foi umas das mais atingidas pelas manchas de óleo
(Foto: Arisson Mairnho/CORREIO)

O governador baiano, Rui Costa, e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também trocaram acusações. Na quinta, Rui cobrou: “Precisamos de um posicionamento e de resoluções do Governo Federal, através da Marinha e do Ibama, que são os responsáveis pelo cuidado com o oceano, mas continuam em silêncio”, escreveu. No dia seguinte, Salles respondeu dizendo que esteve “pessoalmente” na Bahia com equipes federais, mas que não teria visto “ninguém do governo estadual”. Rui retrucou: “De helicóptero realmente não tinha como ver”.

Mulheres no espaço

As astronautas Christina Koch e Jessica Meira fizeram uma caminhada espacial
(Foto: AFP)

Sexta-ffeira foi um dia para entrar na história. Duas mulheres astronautas da Nasa fizeram uma caminhada especial. A missão de Christina Koch e Jessica Meira foi reparar um controlador de energia fora da Estação Espacial Internacional (ISS) . “No passado, mulheres não tinham assento permanente na mesa. É maravilhoso contribuir para o programa espacial em uma época em que todos têm um papel”, disse Koch no início da transmissão. As astronautas estão a cerca de 420 quilômetros da superfície da Terra, e fizeram a transmissão ao vivo da missão.

Fortaleza: bombeiros encerram buscas em escombros

Os bombeiros finalmente encerraram as buscas nos escombros do Edifício Andréa, de sete andares, que desabou em Fortaleza, na última terça-feira. O corpo da Maria das Graças Rodrigues, 53 anos, foi o último encontrado. Ao todo, nove pessoas morreram como colapso da estrutura

(Foto de Fco Fontenele/ Rede Nordeste)

Ondas de protestos tomam várias cidades do mundo

1- Chile
O presidente do Chile, Sebastian Piñera, decretou na noite de sexta, “estado de emergência” em Santiago, após a capital ser sacudida por violentos protestos contra a elevação das tarifas do metrô, que incluíram ataques a várias estações , saques e incêndios. Ontem, ele revogou o aumento.

(Foto: AFP)

2 – Reino Unido
Milhares de pessoas participaram ontem, em Londres, de um ato que pede a convocação de um novo plebiscito sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. Com cartazes contra o governo do premiê Boris Johnson e carregando bandeiras do bloco europeu, o grupo se concentrou algumas quadras da sede do parlamento.

3 – Itália
O líder ultraconservador italiano, Matteo Salvini, celebrou ontem em Roma uma grande manifestação nacional de toda a direita contra o governo, que reuniu mais de 100 mil pessoas e que ele apresentou como “o ato fundador” de sua reconquista do poder.

4 – Espanha
Milhares de separatistas participam de uma manifestação ontem em meio a um ambiente tenso em Barcelona, palco de violentos distúrbios desde que o Tribunal Supremo condenou nove líderes do movimento a penas de até 13 anos de prisão por seu papel na tentativa frustrada de secessão.

(Foto: AFP)

5 – Hong Kong
Um homem que carregava panfletos a favor do movimento pró-democracia de Hong Kong foi esfaqueado no pescoço e no abdômen ontem, no segundo incidente desse tipo em menos de uma semana. A vítima, de 19 anos e que usava uma máscara e vestia uma roupa preta.

6 – Líbano
Milhares de libaneses se protestaram ontem, pelo terceiro dia consecutivo, contra o aumento de impostos e para criticar uma classe política que consideram corrupta. “Revolução, revolução!”, gritavam em coro os manifestantes na capital Beirute.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *