Polícia Militar da Bahia nega greve, apesar de associação confirmar paralisação

Polícia Militar da Bahia nega greve, apesar de associação confirmar paralisação

A Polícia Militar (PM-BA) negou as informações sobre a greve divulgada pela Associação das Polícias e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra), na tarde desta terça-feira, 8.

Em vídeo que circula nas redes sociais, o deputado estadual Soldado Prisco (PSC) reforçou a decisão da associação.

“Foi declarado pela categoria de forma unânime o movimento ‘segurança com segurança’. Vocês que estão de serviço, vão para os quartéis e não fiquem nas ruas, porque não há segurança para vocês. Aqueles que estão de folga e que vão pegar o serviço hoje a noite, amanha ou depois de amanhã, vão para a Adelba”, garantiu.

Até o momento, não há confirmação sobre a adesão ao movimento apoiado por Prisco.

Última greve

A última vez que a categoria aderiu uma greve foi há cinco anos atrás, em abril de 2014. Na ocasião, a Polícia Militar esteve parada por pouco menos de dois dias – mais especificamente, 42 horas.

No entanto, de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o curto período foi o suficiente para ser contabilizados 39 homicídios e cerca de 60 carros roubados. (Atarde)

O post Polícia Militar da Bahia nega greve, apesar de associação confirmar paralisação apareceu primeiro em Itapetinga Repórter.

(Visited 2 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *