Síndrome de Burnout – O que é, causas, principais sintomas e tratamento

Síndrome de Burnout – O que é, causas, principais sintomas e tratamento

Quem nunca se estressou no trabalho, ou se sentiu esgotado? Bom, trata-se de sentimentos completamente normais, perante a rotina corrida da maioria das pessoas. Contudo, se esses estados emocionais se tornarem recorrentes, talvez você esteja com o que os especialistas chamam de síndrome de Burnout.

Basicamente, a doença atinge com mais facilidade pessoas que se envolvam interpessoalmente com seu ambiente de trabalho, como: professores, policiais, agentes penitenciários, assistentes sociais e até mulheres que possuem dupla jornada de trabalho.

Síndrome de Burnout - confira as principais causas, sintomas e tratamento
SB Coaching

Isso porque, a também conhecida como Síndrome do esgotamento profissional, é um transtorno psíquico que se manifesta em pessoas expostas ao constante estresse no emprego. Isto é, onde as condições de trabalho são física e psicologicamente desgastantes. Inclusive, em casos em que o trabalhador precisa alcançar metas e objetivos muito altos.

Principais sintomas de esgotamento profissional

Primeiramente, é necessário que você se atente para os sintomas, principalmente se for próximo de alguém que possa ter o distúrbio. Isso porque, na maioria dos casos a pessoa não percebem esses sinais. Por isso, pode se sentir culpada, por não ter disposição para trabalhar.

Síndrome de Burnout - confira as principais causas, sintomas e tratamento
Psicologia Viva

Dentre os principais sintomas estão: cansaço excessivo, irritabilidade, insônia, lapsos de memória, depressão, dificuldade de concentração, sentimento de fracasso, negatividade, ausências no trabalho, ansiedade e baixa autoestima. Contudo, também há sintomas físicos, como: dores musculares, pressão alta, enxaqueca, distúrbios gastrintestinais, palpitações e crises asmáticas.


Mau hálito – O causa? Tem tratamento? Dá para prevenir?


Tratamentos para a Síndrome de Burnout

Basicamente, o tratamento consiste em sessões de psicoterapia, aliadas a medicação com antidepressivos e ansiolíticos. Além, de incluir a prática regular de atividades físicas e exercícios de relaxamento diários. Inclusive, geralmente após o diagnóstico, é recomendável que o paciente tire férias, ou se afaste temporariamente do ambiente profissional.

Por isso, se você se familiariza com alguns dos sintomas, procure um psicoterapeuta ou um psiquiatra. Pois, eles darão início com os procedimentos para o diagnóstico e tratamento da doença.

Síndrome de Burnout - confira as principais causas, sintomas e tratamento
Veja

Vale ressaltar, que os tratamentos para transtornos psicológicos, são oferecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse sentido, o recomendado é que se procure uma unidade de saúde, que encaminhará o trabalhador para os profissionais específicos.

Como se prevenir?

Assim como a maioria das doenças, é possível se prevenir a Síndrome de Burnout. E para isso, a adoção de hábitos saudáveis é fundamental, como por exemplo: a prática de atividades físicas, a diminuição de consumo de bebidas alcoólicas e a prática de atividades de lazer com amigos e familiares.

Síndrome de Burnout - confira as principais causas, sintomas e tratamento
Efetividade

Além disso, avalie se suas condições de trabalho estão interferindo em sua qualidade de vida. Inclusive, é necessário lidar de forma estratégica com situações estressantes e que lhe condicionem a pressões psicológicas. Por fim, é importante ter experiências que lhe tirem da rotina, como: ir ao cinema, conhecer restaurantes e viajar.

Dicas para os pacientes

Se você possui Burnout, é importante conhecer algumas dicas, que contribuirão para o seu tratamento. Nesse sentido, lembre-se de que o consumo de drogas e bebidas alcoólicas não são remédios para os sintomas. Procure propôr novas formas de alcançar seus objetivos profissionais, de forma que não afete significativamente sua vida pessoal.

Síndrome de Burnout - confira as principais causas, sintomas e tratamento
HNSA

Vale ressaltar, que sua saúde mental é importante assim como a física, por isso não pense duas vezes antes de procurar ajuda profissional e seguir o tratamento à risca. E para finalizar, ouça as pessoas próximas como familiares e amigos, pois você pode não ter notado os principais sintomas.

Gostou dessa matéria? Certamente, deveria ler sobre: Síndrome de Asperger – o que é, como identificá-la e qual o tratamento?

Fontes: Drauzio, Ministério da Saúde.

Imagem de destaque: Grupo Argos

(Visited 2 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *