Varela comenta sobre servidor que apagava multas da Transalvador: “A corrupção está infestada no Brasil”

“A mulher não é propriedade do homem”, diz Varela ao comentar sobre crimes de feminicídio

Redação VN
[email protected]

No programa Balanço Geral desta terça-feira (3), o apresentador Raimundo Varela comentou sobre a segunda fase da Operação Freio de Arrumação, realizada pela Polícia Rodoviária Federal, juntamente com o Ministério Público.

A ação foi iniciada após a Transalvador receber uma denúncia de exclusão ilegal das multa no sistema do órgão. Na ocasião, um servidor terceirizado foi afastado. O homem, que não teve a identidade divulgada, prestava serviços ao órgão há 11 anos no setor de multas e infrações.

“A corrupção começa às vezes em uma amizade. Lá em Periperi, eu tinha um amigo, Fernandinho, que nunca pagava ingresso na Fonte Nova, porque o tio dele era porteiro. Chegava lá e pulava a catraca. E o que tem amigo na Transalvador para apagar as multas dele? O cara conseguiu apagar 444 multas. Funcionários terceirizado, já foi afastado. Ele apagava multa de trânsito no sistema do órgão. Por dinheiro. O brasileiro não tem jeito não, meu irmão. Onde você chega, bate na porta e ta podre. A corrupção infestada no Brasil”, criticou Varela.

“Investir em segurança na sua internet, como os bancos investem muito dinheiro na segurança na sua conta para ninguém ter acesso. Imaginem, um funcionário terceirizado com acesso ao sistema de multas?! Tem que punir essa gente mesmo. Veja quanto esse cara não deve ter faturado com essas 444 multas canceladas. Quanto recebia por cada uma? Pelo menos fazer ele devolver o dinheiro, não é não? Tá feio o Brasil, viu? Corrupção em tudo quanto é canto”, lamentou o apresentador.

O post Varela comenta sobre servidor que apagava multas da Transalvador: “A corrupção está infestada no Brasil” apareceu primeiro em Varela Notícias – Conectado aos Baianos.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *